terça-feira, 23 de janeiro de 2018

Resenha: Cisne





A resenha da vez é de Dai Quinelato, do blog Virando a Página. Está completa neste link.


Como tantos, Dai começa se intimidando com as 700 páginas e com a quantidade de diálogos. Desculpa, gente. Não sei escrever sem diálogos. Meus personagens são tão autônomos e faladores que muitas vezes obrigo todo mundo a calar a boca, e transformo diálogos em textos. Eles (os personagens) se aborrecem e se jogam em MAIS diálogos!

***Parêntese

Se diálogos são complicados para alguns leitores,
vou levar muitas broncas no livro 4.
Por mais que eu me esforce, eles falam e falam e falam e falam.

Fechando parêntese***

Retornando à resenha de Dai, eu adorei! Tive dificuldade de localizar uma frase preferida, então escolhi duas:

"Os irmãos vivem em uma atmosfera amigável e divertida, sempre pregando peças um nos outros, mas quando a situação exige seriedade, eles agem com uma maturidade admirável, e não aparentam ter a idade que tem. Em meio a segredos, descobertas, mistérios, aventura e muito companheirismo, você embarcará em uma história fantástica, completa e inteligente. E eu tenho certeza de que antes de terminar o primeiro volume, você desejará fazer parte desta grande família."


"Para mim, a família é algo de muito valor, é a nossa base e a nossa força, e ver isso retratado com tanta beleza e destaque, foi gratificante. Essa família esbanja amor, lealdade e cumplicidade. Henry e Doris são pais amorosos, que confiam e acreditam no potencial dos filhos, e os protegem com todas as forças. Vai ter um momento que você vai desejar ser adotado por eles também (rs)! E entre tantos personagens (e são muitos, heim?!), os que ganharam o meu coração foram sem sombras de dúvidas, a Peggy e o Tim."



Agradeço muitíssimo a leitura, Dai, e fico muito feliz que tenha gostado!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!