quarta-feira, 9 de março de 2016

Maravilhas do espaço: uma estrela fugitiva

Esta imagem da NASA, com a azulíssima Zeta Ophiuchi
acima e ao centro,
tem "apenas" 12 anos-luz de extensão. 


Zeta Ophiuchi é uma estrela apressada. Viaja pelo espaço a incríveis 24 quilômetros por segundo!

Segundo os astrônomos, a explicação mais provável é que ela fazia parte de um sistema binário, com uma estrela companheira muito maior. A estrela maior teria explodido, tornando-se uma supernova, o que arremessou sua ex-parceira para fora da galáxia a uma velocidade estonteante.

Estrela gigante Zeta Ophiuchi entre nuvens de poeira,
em uma imagem em infravermelho.
(telescópio Spitzer, da NASA)
Zeta Ophiuchi é cerca de 65 mil vezes mais brilhante do que o Sol, mas a maior parte de seu brilho é bloqueado por espessas nuvens de poeira.





Fonte: From quarks to quarks / página Mentes Inquietas

sábado, 5 de março de 2016

Resenha: Guardião?

E vamos lá nas resenhas do ano passado... Logo pretendo chegar nas deste ano,e acabar com este atraso vergonhoso!

A resenha de hoje, fofíssima por sinal, foi feita pela Marina Menezes, do blog 31 de março, em 8 de dezembro (vergonha vergonha vergonha causada por correria correria correria). A resenha completa está aqui.

Frase preferida da resenha, e, de novo, foi muito difícil escolher só uma!

"Adoro o jeito leve e bem humorado da Eleonor escrever, mas não aguento os sustos que ela dá em nós, leitores. Como se não bastasse o final de Linhagens, Guardião?também tem uma reviravolta que te deixa com o coração quase saindo do peito. Só espero que os personagens fiquem bem, não ia aguentar se ela começasse a parecer com George R. R. Martin não só no tamanho dos livros, mas com o destino dos personagens também." 

Olha, Marina, posso gostar de escrever livros grandes, mas adoro meus personagens e não vou sair matando gente no atacado pra acabar a história por falta de protagonistas, rsrs! É bem isto que vai acontecer com o Martin: não vai ter gente pra continuar o enredo!

quarta-feira, 2 de março de 2016

A Praia dos Ovos de Dragão


Que parece ovo de dragão, parece!
Seu nome é Koekohe Beach, e fica, como não poderia deixar de ser, na Nova Zelândia - uma verdadeira terra das maravilhas, tanto que foi escolhida para a filmagem de O Senhor dos Anéis. Podiam ter usado esta praia em algum lugar! 

As pedras grandes e esféricas são chamadas de Moeraki Boulders, e se espalham por um grande trecho da praia. Devido à sua forma, a praia foi apelidada de Praia dos Ovos de Dragão.

Sempre tem um criativo!
Se fosse eu, tirava a foto SAINDO
do ovo!


Estas rochas impressionantes medem cerca de dois a três metros de diâmetro (as maiores) e pesam de duas a três toneladas.





Acredita-se que as Moeraki se formaram há mais de 60 milhões de anos, no fundo dos oceanos, com o endurecimento de rochas enterradas no que hoje são encostas em terra firme.

Um ovo "nascendo" do paredão

Com a erosão provocada por ventos, chuva e mar, a parte mais macia das rochas se desfez, revelando as esferas, que rolaram para a beira da praia.



Estudos mostram que as esferas ganharam forma quando depósitos de calcário se sobrepuseram ao redor de um fóssil, grão de areia, ou qualquer outro núcleo até atingirem o tamanho atual.





Atualmente, há cerca de 50 esferas na praia. Fotografias antigas mostram que já foram bem mais numerosas. Uma parte delas foi corroída e destruída pela erosão; prova disso é a grande quantidade de pedras quebradas e rachadas na areia. O homem, no entanto, também fez sua parte, com sua mania de carregar souvenires (apesar de isso ser proibido).










Fontes:
sites Rock N'Routes, Rusmea.com, Momento Curioso