terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Leituras: autores nacionais

Vamos lá porque a pilha só cresce, e prometi a mim mesma que zerava esta pilha antes do Natal! É claro que isto não tem nada a ver com o desafio da Carol, cujo banner está na aba lateral do blog.

1. Sereia Negra - Vinícius Grossos, editora Selo Jovem, 199 páginas. A história fala de Inês, uma jovem negra que vive com o avô. Revoltada e irritadiça, não é uma pessoa de convivência fácil. Mas, inesperadamente, seu mundo vira de cabeça para baixo... Ou de cabeça para dentro d'água, eu deveria dizer, pois Inês descobre que é uma sereia (isto não é spoiler, ok? Se a protagonista é negra e o título é Sereia Negra, o que vocês esperavam?). Inês descobre que o racismo está em todos os lugares, mesmo sob o mar. E também descobre que ela, a única sereia negra, é a chave da sobrevivência do povo do fundo do mar. A história flui de maneira rápida, mas tem graves problemas de revisão. Falei com o autor e ele disse que só viu quando o livro já estava impresso, de modo que a crítica vai para a editora, direto! Quanto ao final... Bem, é um final. Termina a história. Mas é o tipo de final que me deixa bronqueada... 

2. Ferro, Água e Escuridão - Felipe Castilho, editora Gutenberg, 286 páginas. Este é o terceiro livro da série O Legado Folclórico e, nele, Felipe Castilho continua transitando com total naturalidade no nosso rico folclore. Aliás, nem eu sabia que era tão rico! Gorjalas? Nunca tinha ouvido falar! Simplificando, são cíclopes nacionais, e não são nada bonzinhos, não! Anderson, o protagonista, continua com uma vida nada fácil e bem arriscada, digna de um Indiana Jones adolescente tupiniquim. O livro termina de uma forma que... Bem, Sr. Castilho, quer terminar esta história de uma vez, faz favor?! A narrativa é rápida, cheia de diálogos e detalhes. Leia com atenção, senão vai se perder na história... E vai deixar de perceber que os verdadeiros monstros da Criação são os seres humanos.
Agora, cá entre nós, Felipe, fala sério: é o Patrão que está te ditando a história, não é? Confessa!

3. Cemitério de Dragões - Raphael Draccon, editora Rocco, 350 páginas. Enquanto seus corpos permanecem em coma no nosso mundo, cinco jovens são levados a um outro mundo/dimensão. Cada um descobre que, ao seu modo, é um herói, e tem um mundo para salvar... Mesmo que este mundo não seja o seu! Demônios, metal vivo, uma Árvore do Mundo e, claro, dragões... Uma boa mistura para quem gosta de muita adrenalina!

4. O Príncipe Gato e a Armada da Noite - Bento de Luca, editora Novo Século, 351 páginas. Terceiro e último livro da série, conclui a saga/aventuras do Príncipe Gato e Hugo, com direito a muitas revelações, inimigos se tornando aliados, coragem, muita aventura... E personagens tomando decisões que mostram que eles, definitivamente, amadureceram no decorrer da história. Vai ser difícil aceitar que não haverá mais aventuras no fantástico mundo de Marshmallow! Ah, sim. Desta vez, a destruição cataclísmica não foi em Nova Iorque nem em Tóquio. Foi em São Paulo, mesmo!

5. No Mundo de Luna - Carina Rissi, editora Verus, 474 páginas. Luna, definitivamente, está no seu inferno zodiacal. Seu namorado/noivo a traiu com a vizinha, seu carro está um caco que só anda quando quer e, para completar, o chefe sempre troca seu nome! Formada em jornalismo, Luna trabalha como recepcionista numa salinha minúscula. E, de repente, ganha a chance de escrever a coluna do horóscopo! Tudo bem, não parece muita coisa, mas Luna se atira com tudo na tarefa, saindo-se inesperadamente bem. O problema é que ela acaba descobrindo que seu chefe nerd e mal humorado é também um cara muito fofo, e daí... E daí tudo complica, bem no estilo Carina Rissi! Um livro com uma história divertida que garante boas risadas. Me diverti montes imaginando o Dante passeando com a lindinha da Madona, kkkkk!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!