sexta-feira, 21 de agosto de 2015

GUARDIÃO? - pré-venda

Finalmente, novidades sobre Guardião?, o grande astro do momento da família Uma geração. Todas as decisões.

Todas as provas e dúvidas com a gráfica já foram resolvidas; o irmão caçula e spin-off da série está em fase de impressão.

E, com o livro já rodando na gráfica, vamos ao que interessa a vocês: pré-venda com brindes especiais!

Aí abaixo, o kit de pré-venda: o livro (que ficará pronto em 10 dias), mais marcadores e bottons de toda a série. Ausentes da foto, o marcador e o botton de Guardião?, que ainda não estão prontos. E estão vendo aquele marcador super especial, com fita? Como não tenho bolas de cristal para dar de presente a todos vocês, fiz 50 marcadores super especiais com bolinhas de cristal de verdade. São para os primeiros 50 que reservarem seus kits! Olhe abaixo das fotos. Lá estão as instruções para quem quiser reservar o seu!

Kit quase completo: o marcador especial,
livro, seis marcadores, três bottons.
Falta o botton e o marcador de Guardião?

Mais pertinho...

A bolinha envolvida pela espiral é cristal de rocha!


ATENÇÃO (bem grande!)
As bolinhas de cristal são limitadas aos 50 primeiros compradores. Você deve mandar seus dados neste link e realizar o pagamento via depósito bancário (solicitar via contato@eleonorhertzog.com.br) ou pelo botão do PagSeguro ali acima. Anexe o formulário, o comprovante de pagamento e, assim que tudo estiver certinho, confirmamos via e-mail. Os kits serão enviados em aproximadamente 15 dias porque, como disse, Guardião? ainda está na gráfica.

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Leituras

No último post, falei dos diversos clones que tenho/tinha/adoraria ter. Um deles foi esquecido, e ficou esperneando furiosamente desde aquele dia: meu clone leitor, que é o mais antigo de todos, o clone que considera que todos os outros estão roubando seu sagrado espaço. Afinal, se há hoje um clone escritor, é porque antes, muito antes, houve o clone leitor!

Portanto, abro espaço para ele, que já começa protestando: é um absurdo receber seu primeiro espaço no segundo semestre do ano, se ele está ativo desde o primeiro dia de 2015!

Está mesmo revoltado, este clone. Como todos os revoltados, quer mesmo é reclamar. Então, deixou de lado todos os livros que gostou e resolveu começar por aqueles que não entrariam na lista das releituras. Sei que meu clone leitor vai arrumar bronca com os fãs dos livros, mas, enfim...!


1. Eve & Adam - Michael Grant e Katherine Applegate, editora Novo Conceito, 267 páginas. Resumindo, a protagonista é filha única da mais famosa geneticista do mundo e, após um acidente no qual descobre que sua mãe não é bem quem ela pensava, resolve criar seu namorado perfeito com manipulação genética. Há quem goste do livro, e bastante. Meu clone reclama: previsível. Boa leitura, mas previsível. E ser previsível é um dos defeitos que meu clone leitor considera abomináveis. Eu achei o livro bem escrito, mas sou obrigada a concordar com o clone: previsível...


2. Simplesmente Ana - Marina Carvalho, editora Novas Páginas, 304 páginas. Ana, a protagonista, descobre que é a princesa herdeira de um pequeno e perfeito país europeu. E, bom... Também é uma história previsível. Bem escrita, caprichada, com bonitas descrições de cenários e do personagem masculino perfeito... E, bom, é isso. Eu acharia legal morar na Krósvia. É um país de contos de fadas. E tem quem chame a história de conto de fadas. Bom, pode ser. Sei lá. Não faz meu tipo de leitura, pronto.


3. Petrus Logus, O Guardião do Tempo - Augusto Cury, editora Saraiva, 291 páginas. A ideia é boa, o escritor é bom, a história é boa, a moral da história é boa. Mas quase não consegui terminar de ler o livro porque detesto que fiquem metendo a moral da história dentro da minha cabeça a marteladas a cada quatro páginas. Não é o meu tipo de leitura, definitivamente. E isso fui eu falando, não o clone. Desculpem aí os fãs de Augusto Cury. É um bom livro, sim. Mas podia ter mais história e menos moral da história.

sábado, 8 de agosto de 2015

Esqueceram de mim!

Se blogs falassem, seria exatamente isto que meu blog estaria dizendo, o coitadinho!


Tivemos épocas de posts diários (que saudade!, diria meu blog), depois os posts passaram para dias alternados, depois duas vezes por semana... Agora, se sai um post por semana, o blog já sorri e diz "que bom, ela ainda lembra de mim, essa minha dona desnaturada!"

Então, como faz certinho uma semana desde o último post, é bem isto que ele deve estar dizendo hoje. E não é por falta de novidades, não! Temos novidades aos montes!





Tem livros sendo finalizados para a Bienal pelo meu clone "editora da Mundo Uno", que precisa se concentrar em capas, revisões, diagramações, pagamentos e prazos.





Tem a posse na ALUBRA a ser organizada pelo meu clone "gente, isso está mesmo acontecendo comigo?!".









Tem os capítulos do Olho do Feiticeiro saindo certinho no Wattpad, postados pelo meu clone "faça isso direito, escritora, eles estão esperando as novidades sobre Sarah e Enrique". Olha o link do último capítulo bem aqui!








Tem a capa de Talismãs sendo iniciada pelo meu clone "ufa, até que enfim apareceu a ideia pra essa capa!". É um esboço. Ainda vai mudar! Mas, pelo menos, EXISTE um esboço!








Tem a nova capa de Guardião?, que ainda nem está prontíssima e já está arrancando suspiros de satisfação, esta feita pelo meu clone "eba, estamos conseguindo terminar ao menos uma coisa!" Esse é meu clone mais doido, porque a capa anterior já estava finalizada. Aí abaixo a capa aberta: orelhas, capa, lombada, capa de trás. Vai ficar show!










You have my "clone in English", who is working on Swan translation (frase cortesia do Google tradutor, rsrs). Eu não estou traduzindo Cisne, não. Não sou doida! Estou checando o trabalho do tradutor antes de mandar para a revisora. É claro que nem trabalhos em inglês escapam do meu perfeccionismo obcecado.



E tem meu clone que queria continuar escrevendo sobre praias, maravilhas da natureza, do universo, do mar, e não acha uma brecha no meio desses outros clones todos. Sei lá. Acho que vou deixar um dia para cada clone. Pode ser que eles se entendam melhor do que eu sozinha...

Bom, hoje cada um deu seu palpite. Vamos ver como organizo essa turma toda! Ah, e claro que tem o clone mãe, o clone avó, o clone pediatra... Sou uma multidão. Enlouquecida!


sábado, 1 de agosto de 2015

A saga de "Guardião?"

Para começar, não se preocupem, o spin-off não virou saga, não! Apesar de minha tendência a encompridar histórias, esta continua do mesmo tamanho.

A SAGA se refere ao caminho percorrido pelo livro até chegar ao seu formato final em três quesitos: texto, título e capa.

1. Texto: que foi, paradoxalmente, o mais fácil. A história surgiu pronta, bastou sentar e escrever. O livro precisou de pouquíssimos ajustes. O texto que logo vai ter sua versão impressa é praticamente o mesmo desde o começo.

2. Título: como se tratava de um spin-off dirigido a quem já conhecia a série, usei como título a forma como os alunos são identificados, na Escola Avançada de Champ-Bleux: Breterech, Steve. O que, vamos combinar, é um título infeliz para um livro que pretende ser livro, não apenas e-book. Sabia que precisava de um título melhor, mas não encontrava. Surgiu a sugestão de O Preço das Linhagens, que me agradou por focar num dos pontos principais do livro. Mas... Ainda não era O título. Estava faltando alguma coisa. Então, um belo dia, brotou a ideia para outro spin-off (que ainda não escrevi, calma) justamente sobre a irmã de Steve, o protagonista do primeiro spin-off. E, para a história dela, o título surgiu certinho, na hora: Herdeira?, com o ponto de interrogação. E fez-se a luz! O título exato surgiu: Guardião?, com ponto de interrogação, e quem já leu sabe que o ponto de interrogação está perfeito ali. Resultado: todos os spin-offs da série terão títulos com pontos de interrogação, graças aos meus personagens que nunca são o que aparentam. Tipo Ruiva?, que está na Amazon e no Wattpad. Título resolvido, agora só faltava ajustar...





3. Capa: Breterech, Steve tinha uma capa feita especialmente para ele, sob encomenda. Juntava numa só imagem uma bola de cristal, um motociclista e uma coroa. É esta capa aqui ao lado. Com certeza, muitos de vocês a conheceram na Amazon.





Mas, agora, a capa não parecia... certa. E, mais uma vez, puf! Fez-se a luz. Surgiu a ideia para uma capa tão perfeita quanto o título! Fiz contato com o desenhista, mas ele estava sobrecarregado com outros trabalhos, e de mudança também. Não podia fazer a capa, infelizmente. O problema é que a nova capa já estava na minha cabeça. A capa antiga não servia mais. Então, improvisamos. Um pedaço de imagem daqui, outro dali, cola, junta, arruma... E surgiu a nova capa, com este cara muito charmoso e sexy. Gostei da capa. Muito melhor do que a antiga! Mas o cara, apesar de muito charmoso, não estava com a expressão que eu queria. Estava olhando a bola de cristal com cara de "ser ou não ser, eis a questão!", e minha ideia era diferente. Enfim... Era bem melhor do que a primeira capa. Então, seria esta. A divulgação da capa começou numa quarta-feira.

Na quinta de manhã, o desenhista fez contato... Eu ainda queria a capa nova? E me mandou um rascunho do que eu havia pedido: um tritão que envolvesse a capa toda, iniciando na parte da frente do livro e terminando na de trás. Este tritão deveria olhar a bola de cristal como quem protege, cuida, como quem está transportando algo muito precioso... Eu me apaixonei por ele. Esta sim, era a MINHA capa!


Resultado: com livro pronto e capa pronta, vamos lá para uma nova capa! Toca a divulgar tudo de novo, quando a nova capa terminar de ser colorida! O trabalho com a cor já iniciou. Logo deverá estar pronto! Abaixo, a primeira parte, que é o "grosso" da cor: as cores básicas.

Sei lá, gente. Acho que essa imagem, quando estiver pronta, vai virar poster...