quarta-feira, 3 de junho de 2015

Maravilhas do Mar: Lula Colossal

A imagem parece coisa de filme?


Bem, sim, porque é visivelmente uma gravura. Mas esta lula, com tamanho suficiente para enfrentar baleias, existe mesmo. Seu nome científico é Mesonychoteuthis hamiltoni, mas é mais conhecida como lula colossal. E bem que merece o nome, porque é, provavelmente, a maior espécie de lula existente e o maior invertebrado do mundo. Sua cabeça ultrapassa o tamanho da cabeça da lula gigante. Seus olhos do tamanho de um prato são os maiores do reino animal. Possui dois bicos enormes e afiados, que usa para caçar suas presas, e garras giratórias em forma de gancho profundamente fixadas em seus tentáculos. Ou seja, depois que o tentáculo se agarra em alguma coisa, não larga mais.
Não deve ser mesmo nada fácil escapar de ganchos desses,
mesmo sendo uma baleia.
Vive nas profundezas do Oceano Atlântico, entre os 1.000 e 2.200 metros, e estima-se que possa ultrapassar os 14 metros de comprimento. 
Olhe bem o tamanho da lula, da baleia...
E do coitado do mergulhador!
Pouco se sabe sobre esse gigantesco animal, além de que é um caçador, como os demais tipos de lulas. Poucas foram capturadas; a estimativa de seu tamanho é feito por seus bicos, encontrados no estômago de cachalotes. A briga dos cachalotes com esse tipo de "comida" parece ser complicada, pois diversos deles carregam profundas cicatrizes causadas pelos tentáculos dessas lulas.

Imagine isso com quinze metros -
um prédio de cinco andares, mais ou menos
Há alguns anos, um espécime de 350 quilos desse tipo de lula foi encontrado no Mar Adriático e levado para Nova Zelândia, para pesquisas. Era das "pequenas", com apenas 3,5 metros. Tinha olhos com 35 centímetros de diâmetro e três (!!!) corações.

Depois de saber que, embora vivendo nas profundezas, animais assim existem mesmo, como duvidar da lula gigante de Júlio Verne que quase afundou o Náutilus, ou do Kraken, o bicho-de-tentáculos-gigante? 



















Considerando a vastidão desconhecida das profundezas, é mais prudente deixar espaço para a dúvida... Muito espaço para muita dúvida!

Fontes: diversas de internet. Pesquise pelo nome científico do bicho e divirta-se!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!