segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Maravilhas do espaço: NGC 7027

NGC 7027


Uma verdadeira joia do espaço, a nebulosa planetária NGC 7027 é pequena, densa e muito brilhante! Fica na constelação de Cisne, a 3.000 anos-luz, e foi descoberta em 1878 por Édouard Stephan, em Marselha. Apesar de ser bem estudada, não tem um nome popular. Quando visualizada por um telescópio comum, a NGC 7027 parece uma estrela branco-azulada.

NGC 7027 com outro filtro de cor

Esclarecendo: nebulosa planetária é uma nebulosa de emissão, isto é, ela é uma nuvem em expansão de plasma e gás ionizado expulsa quando a estrela, no fim de sua vida, se torna uma gigante vermelha. As nebulosas planetárias são cruciais na evolução química das galáxias, porque liberam para o meio interestelar metais pesados e outros produtos criados no núcleo das estrelas, como o carbono, nitrogênio, oxigênio e cálcio.

E, caso você nunca tenha pensado nisto, todo o carbono, cálcio, etc, do seu corpo, já foram uma vez parte de uma estrela...


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!