domingo, 29 de junho de 2014

Explosão de estrela maior do que o Sol

A seta indica a supernova que foi localizada poucas horas após sua explosão

As estrelas de Wolf-Rayet são gigantes cósmicos com massa 20 vezes maior do que a do Sol, e temperatura cinco vezes maior. São raras e difíceis de localizar; então, não se sabe muito sobre elas. 

Agora, no entanto, os cientistas conseguiram pela primeira vez a confirmação de que uma estrela deste tipo, localizada a 360 milhões de anos-luz de distância da Terra, tornou-se uma supernova. 

Pesquisadores israelenses conseguiram detectar a supernova poucas horas depois de sua explosão. Acionaram então telescópios terrestres e espaciais para acompanhar o evento, acompanhando o evento quase desde o seu início. Estas observações estão fornecendo informações valiosas sobre a vida e morte de estrelas tipo Wolf-Rayet.

Curiosidade: esse tipo de estrelas, que são a fase final da vida de algumas estrelas supermassivas, enriquecem as galáxias com os elementos químicos pesados que, mais tarde, tornam-se blocos de construção dos planetas.

Todas as estrelas fundem átomos de hidrogênio para criar hélio (são os dois elementos químicos mais simples e mais leves). Quando o hidrogênio se esgota, as estrelas supermassivas têm gravidade suficiente para continuar fundindo elementos ainda mais pesados, como carbono, oxigênio, sódio, magnésio e assim por diante, até seu núcleo se transformar em ferro.

Quando o núcleo é grande demais, uma grande explosão acontece, liberando uma quantidade tremenda de energia, que rasga a estrela e lança seus restos violentamente para o espaço. É a supernova!

Artigo original: link.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!