terça-feira, 1 de outubro de 2013

Pobre blog abandonado...


... Sou uma escritora desnaturada. Tanta coisa pra escrever, tanta novidade pra contar... E não sai uma miserável linhazinha aqui!

Motivo n. 1 - fim de férias. Voltar ao trabalho é tão... É tão. Pronto, tenho dito.

Motivo n. 2 - a revisão do Cisne me esgotou, confesso. Rever um texto acabado é sempre cansativo. Eu, ao menos, acho cansativo demais. A parte mais cansativa de todas é ter um milhão de ideias novas e não poder aproveitar. Cisne passou a ocupar todo o meu cérebro de uma forma que há muito tempo não acontecia. Mas, enfim, a revisão no computador terminou definitivamente. Estou com o original impresso para uma última revisão, mas até essa estou adiando. Preciso "desintoxicar".

Motivo n. 3 - ... e o terceiro livro fica rondando minha cabeça como quem diz "como que não tem tempo nem ideias pra mim? Gastou tudo com Cisne,  que já estava até pronto? E eu, aqui? Quero meu tempo. Quero minha vez. É minha vez, buáááá!". Livro, nesta fase, parece criança birrenta, incomodando o tempo todo sem chegar a lugar algum.

Motivo n. 4 - existe ressaca tardia de Bienal? Não acredito que ainda estou cansada daqueles 10 dias...

E bastam 4 motivos. Não vou aumentar a lista dos cansaços! Falei em novidades, e tenho uma boa, que já postei lá na página: no sábado, dia 5, estou na Martins Fontes da Av. Paulista, na minha estreia em viagem bate-e-volta, ou seja, saio de Porto Alegre de manhã bem cedinho, chego em São Paulo e vou direto para o evento, e, do evento, volto direto para Porto Alegre. Quero só ver como isso vai funcionar! Espero vocês todos por lá. O time literário é de primeiríssima, vejam só o banner aí acima!

Ah, e se alguém não puder ir no dia 5, estarei em São Paulo no dia 12 também! Aonde? Ahá, vão pensando aonde pode ser! O que acontece em São Paulo no dia 12 de outubro?


2 comentários:

  1. Nossa. Eu não vejo problema algum em você deixar o blog algumas vezes, mas o bom é sempre dar notícias, como agora!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha cabeça não vê problemas. O resto de mim se sente culpado aos montes, Karen!
      Beijos!

      Excluir

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!