quinta-feira, 24 de outubro de 2013

CAPA DE CISNE - MUDANÇAS


Bom, não sei como isso vai funcionar, mas vou fazer um post de trás para a frente, quer dizer, as últimas atualizações vão ficar sempre aqui em cima, no cabeçalho do post! Então, se quiser ver como tudo começou, vá lá para baixo...

Lista de sugestões:
1. Relevo na fonte (Dani Vilela) - todo mundo concorda, até eu
2. Estrelas reluzindo (Thais) - apoiada pelo povo
3. Aumentar/mudar fonte do título (Nizete) - ele ainda está em estudos. Vamos tentar outras fontes!
4. Relevo leve no barco (Mari) 

DIA 30 DE OUTUBRO

Atualizando a lista de sugestões:
5. Obrigada a todos que me forneceram links de sites de fontes free. Foi como abrir uma loja de doces na minha frente, mas agora não sei qual doce escolho, rsrs!
6. Colocar uma nave ou planetas para dar um ar mais ficção científica, e uma fonte que combine com essa ideia (Vivian) - super apoio, a dificuldade é ajustar tudo isso.
7. Nome da série com mais sutileza (Douglas)

E atualizando a lista de ideias, algumas sugestões para o título. Desconsiderem o nome da série, ok?




DIA 29 DE OUTUBRO

Novas ideias! Gente que gostou das estrelas, agora temos um planeta. Gente que sugeriu um céu diferente, temos uma tempestade se formando! Autoria: a filhota colorista Anelise! Sem tempo para testar fontes hoje...





DIA 28 DE OUTUBRO

Sites com fontes free?! OMG, que descoberta, rsrsrs! A todos que me informaram sobre esses sites, MUITO OBRIGADA! Como eu disse, sou esforçada, mas tenho muito a aprender sobre internet! Em breve teremos novidades com as novas fontes pelas quais me encantei. Hoje estou me dando uma folga de leve, estou com uma dor de cabeça pra lá de chata!

E, pra vocês, as sugestões do Guilherme Koch. A cada dia, eu me espanto mais com a criatividade e a habilidade de todos vocês!





DIA 27 DE OUTUBRO

Mais algumas tentativas de letras de título. Vão opinando e sugerindo, gente! Usei a mesma fonte no nome da série e no nome do livro, mas dá para usar fontes diferentes.

Sugestão da Nikelen Witter: transformar o nome da série numa espécie de marca ou logotipo. Achei uma excelente ideia, mas sou uma negação total em edição de imagens. Até colocar o título é uma vitória da Eleonor sobre o Photoshop, que é o único sistema de edição de imagens que sei usar um pouquinho. Então, se houver algum artista criativo disposto a ter ideias, sou toda ouvidos!
























DIA 26 DE OUTUBRO (porque dia 25 a internet se afogou na nossa cidade chuvosa)

Assunto do dia: minha primeira tentativa de um novo título. O que acham? Não sou NADA boa nisso, mas estou me esforçando. Aceito sugestões!





DIA 24 DE OUTUBRO - NOITE

Na verdade, estas fotos foram mandadas pela Rebeca Vasques há mais tempo. A ideia era manter a cor de capa em tonalidades azuis, mas Rebeca me mandou estas imagens, que achei bonitas demais. Particularmente, me encantei pelo planeta esboçado nas paisagens. O que acham da ideia? E das cores?




DIA 24 DE OUTUBRO - MANHÃ

Quando a primeira edição de Cisne esgotou e comecei a me organizar para a segunda, muitos queriam saber se permaneceria a mesma capa. Eu respondia que sim, a capa ficaria igual.

Pensei desta forma até a Bienal. Lá, tive oportunidade de ver que a capa, apesar de muito linda (minha opinião, ok, mas sou eu que estou escrevendo aqui, afinal) e muito adequada ao enredo do livro, não chamava a atenção dos leitores. As pessoas entravam no estande atraídas pelas capas dos outros livros, e somente depois se interessavam por Cisne. Como a função de uma capa é "puxar" o olhar, então, muito contra a minha vontade, a capa terá que mudar. Entenda-se aqui mudar no sentido de reestilizar, porque, afinal, Cisne já tem seus fãs e sua identidade.

É neste processo que gostaria das sugestões de vocês, que já se tornaram amigos da tripulação do Cisne. Há várias ideias surgindo de todos os pontos. Pretendo apresentá-las aqui para que possamos falar sobre elas.

As primeiras ideias podem ser vistas no novo banner da página e do grupo: 


1. Os mastros do barco agora são dourados, e tudo que já era dourado ganhou um tom mais vivo.

2. O nome do barco, em letras manuscritas, foi apagado. Usaremos letras mais tecnológicas. Sugestões?









3. Os golfinhos se foram (snif, snif).









4. Céu noturno, com direito a estrelas. Como a proposta é uma capa puxando mais para o forte de Cisne, que é ficção científica, está em estudos alguma base ou nave espacial por aí. Sugestões?






segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Uma resenha de Linhagens e duas de Cisne


Primeirona: resenha de Linhagens, feita pela Carol Durães, do blog Acordei com vontade de ler. Antes de Cisne ser lançado, quando a fanpage estava no comecinho, a primeira blogueira a me propor parceria foi a Carol, de modo que tenho um carinho bem especial por esta parceira! Ela gostou bastante de Cisne, leu Linhagens com entusiasmo... E, para minha alegria, gostou desse "monstrinho" também! A resenha completa está aqui, nesse link cinzento e sem graça devido às manias do Blogger. Saiu no dia 19 de outubro.

"A capa é bem diferente do primeiro livro da série, mas está totalmente relacionada com a trama de "Linhagens", uma trama que é muito bem delineada, desenvolvida com maestria e coesão, não deixando "pontas soltas" e deixando o leitor com gostinho de quero mais. A aventura descrita em "Linhagens" é complexa, densa e totalmente de tirar o fôlego. É um livro irresistível, indicado para os leitores de todas as idades fãs de aventuras fantásticas."

2. Resenha de Cisne, feita pela Alice, do blog Louca Escrivaninha hoje mesmo, 21 de outubro. Resenha completa aqui, e uma mega dificuldade em selecionar uma frase só...

"Uma das coisas que amei foi o ar futurista presente na história, o que o diferencia de qualquer outra história que tem algo a ver com o mar ou com um futuro onde o planeta tá um caco. Até comunicação e viagens espaciais rolam! E como o livro é em terceira pessoa, é fácil imaginar e até visualizar as coisas que são descritas de forma super minuciosas pela autora (o que dá muito mais personalidade para os personagens)."

3. Resenha de Cisne, feita pela Giulia, do blog Prazer, me chamo livro! A resenha também saiu hoje, está aqui neste link.

"Esse é o começo da história de Henry e Doris Melbourne, um casal de biólogos marinhos que mora no veleiro Cisne com seus 8 filhos! Sim, OITO (Ted, Teo, Tim, Tom, Pam, Lis, Peggy e Bob)! Sete biológicos e uma adotada. Essa turma toda é a tripulação do barco e, apesar da pouca idade, dá conta de todos os afazeres - e ainda de boas gargalhadas. Os Melbourne têm uma quedinha por gêmeos, e eu tive uma quedona pelo Tim." 

Essas são as novidades, pessoal!


sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Descobrindo coisas sobre minha maneira de escrever


Uma vida toda escrevendo e, quando vou ver, estou me surpreendendo comigo mesma... E com cacoetes que arrumei sem perceber!

Sempre disse que, quando a inspiração bate, escrevo em qualquer lugar, sem problema algum. Não preciso silêncio - música específica - café na xícara azul de gatinhos - incenso de abacaxi. Inspiração = sentar + escrever + me divertir. Simples assim! Quer dizer, eu achava.

Também disse que, devido às bilhões de revisões que meu TOC literário me obrigou a fazer em Cisne e Linhagens, há bastante tempo não me envolvia com textos realmente novos. Era só consertar, remendar, incluir, cortar. Houve duas exceções a esse jejum literário: primeira, os artigos para Mulheres que Comandam, mas nesses textos é a pediatra Eleonor quem fala, não a escritora. Segunda exceção, o resumo de Cisne feito a quatro mãos por mim e por Henry Melbourne - mas esse também não é um texto tipicamente meu, uma vez que foi escrito em primeira pessoa, e eu sempre escrevo em terceira (coisas do Mentor de Kreganian. Ele é que estipulou que só escrevia se fosse desse jeito. Eu precisava de ajuda e concordei.)

Agora Cisne está sossegado com seus travessões e capítulos menores, falta apenas a última revisão com o texto impresso (juro que vai ser a última, rsrs!). Linhagens também está em paz, já tenho uma listinha de modificações a serem feitas numa próxima edição (TOC literário, ok?); nada cataclísmico, apenas separações de sílabas que podiam ter ficado melhores, umas vírgulas que sobraram após a inclusão dos travessões, coisas assim.

Com a vida assim organizada, me atirei alegremente no livro n. 3, que tem 90% de chances de se intitular Talismãs. Há, é claro, o que cortar, remendar e arrumar na parte dele que já está pronta. Mas também há partes a serem incluídas, e foi nestas que me atirei, feliz da vida por escrever algo totalmente novo depois de tanto tempo. O esquema de cada cena e acontecimento estava certinho na cabeça. Os personagens se apresentaram, prontos para colaborar. Comecei a escrever toda contente. E travei. Não entendi. Travei de novo. Peguei outro pedaço. Mais uma trava. Voltei ao primeiro. Ideias certinhas, personagens presentes prontos a dar palpites - e mais uma vez não funcionou. E eu sem entender o que estava acontecendo.

Daí, de repente - FEZ-SE A LUZ!

Eu simplesmente NÃO SEI escrever desse jeito que os livros ficam depois de revisados! Não sei escrever colocando as sagradas descrições de ambiente junto com os diálogos, me tira o ritmo, me distrai! Mas sabem o que me atrapalha MESMO? Aqueles travessões que vocês consideram indispensáveis, os que ficam no final das falas dos personagens! Escrevi minha vida inteira usando vírgulas, agora não consigo escrever com travessões. Eles me tiram a fluência, a espontaneidade, e meus personagens ficam olhando pra eles e pensando "o que é que essas coisas estão fazendo aí?!" Portanto, larguei os travessões e as descrições de mão, me atirei a escrever do jeito que sempre escrevi... E eis que a coisa passou a funcionar novamente!

Conclusão: admito que também tenho o que pensei que não tinha: manias ao escrever! PRECISO escrever do MEU jeito, nem que tenha que revisar tudo depois, rsrsrs!


quinta-feira, 17 de outubro de 2013

4 novas resenhas de Cisne + CADÊ LINHAGENS?!


Como são 5 resenhas nos últimos dias, vou apenas relacioná-las. Os links estão no nome dos blogs (sabe nome dos blogs, aquela coisa que a gente coloca bonitinho em vermelho e daí o Blogger deixa tudo cinza ao anexar o link? Pois é. Esses.) Oportunamente, falarei um pouco mais sobre cada uma delas. Em ordem, são:

1. Blog Lendo e Esmaltando, por Fernanda, avaliação 5/5, postada dia 10 de outubro;
2. Blog Paixão Literária, por Kéziah, 5/5, em 14 de outubro;
3. Estilo Geek, por João Victor, em 15 de outubro;
4. Love Books, por Solange, 4/5, postada hoje, 17 de outubro.

Agora, sobre Linhagenscreio que a primeira pergunta de todos é: se Linhagens é o lançamento, por que há apenas resenhas de Cisne?

1. Com a agitação do lançamento de Linhagens, muitos parceiros antigos decidiram ler Cisne, e houve muitas parcerias novas, de modo que há diversos Cisne chegando agora às mãos de seus novos proprietários. Muitos demoraram quase um mês para chegar a seus destinatários, mas, felizmente, nenhum se extraviou.

2. As resenhas de Linhagens feitas até agora foram, em sua maioria, realizadas pelos resenhistas de pré-lançamento, ou seja, são resenhas feitas a partir do rascunho final de Linhagens, não do livro-livro meeesmo. Este pessoal recebeu seus livros a partir da Bienal, direto. Outros que receberam Linhagens lá da Bienal foram alguns blogueiros entusiasmados que demonstraram grande interesse antes mesmo do lançamento. Ou seja, cerca de 30 exemplares de Linhagens foram enviados lá do Rio de Janeiro... e empacaram com a greve dos Correios. 

3. Um atrasinho aqui, outro atrasinho ali, da gráfica, da transportadora, dos eflúvios etéreos, e eis que Linhagens chegou faz pouco no seu distribuidor, e agora está travado na burocracia pré-livrarias. 

4. E mencionando atrasinho aqui, atrasinho ali e eflúvios etéricos, os MEUS Linhagens, quer dizer, os meus exemplares de parceria, ainda não se dignaram a dar as caras aqui em casa! Era para terem chegado na segunda-feira, dia 14. Agora isso foi trocado para amanhã, dia 18, ou então na segunda dia 21! Olha, gente, quando chegarem, prometo que tiro uma megafoto da vitória de Linhagens contra os atrasos e posto aqui! E, obviamente, apenas depois disso é que vou poder enviá-los ao pessoal que está pacientemente esperando. Só o que posso dizer é: paciência. É o que eu preciso, também!

quarta-feira, 16 de outubro de 2013

Autor também lê: com atraso, leituras de agosto!


Bom, com atraso e tudo, vamos lá!

1. O Medalhão Mágico - O Reino de Damantiham - Mariana Lucera, Editora Ársis, 360 páginas. Conheci a Mariana na Paraler, em Ribeirão Preto, e comprei o livro pela capa, que é linda. A estória lá dentro é melhor do que a capa! E cá estou eu, esperando a continuação, embora o primeiro arco da estória termine direitinho no primeiro volume. Daí, Mariana, a continuação é para quando?

2. Dezesseis Luas - Margaret Stohl e Kami GarciaEditora Galera, 485 páginas. Leitura "por acaso", ou seja, eu estava sentadinha na Saraiva, esperando uma amiga, e o livro estava ali do lado, como quem nem quer nada, me tentando. Peguei para ler as primeiras páginas e gostei da leitura. Comprei, li, gostei, achei interessante a forma como a fantasia se apresenta. Final: me fez sapatear de raiva. Burrice sempre me incomoda, principalmente quando parte de personagens aparentemente providos de cérebro! ARGH!

3. Senhor do Amanhã - Vanessa BossoEditora Dracaena, 434 páginas. Resumindo o livro, é a Teoria da Conspiração elevada a um patamar de deixar a gente quase psicótica, procurando indícios dela em todo o lugar. Sra. Vanessa, precisa ser tão convincente assim ao escrever?! Agora disponível apenas em formato digital, na Amazon.

4. O rosto que precede o sonho - Maurício Gomyde - Selo Editorial Porto71, 174 páginas. Foi o primeiro livro do Maurício que li e, conforme a previsão, me debulhei em lágrimas. Belíssima história, contada por um escritor de rara sensibilidade. Sem mais palavras.

5. Adeus à Humanidade - Márcia RubimEditora Novo Século, 388 páginas. Livro deixado na estante por um bom tempo, e eu olhando a lombada e sabendo que era estória de vampiro. Eu não sou fã de vampiros. Dou uma boa adiada nestas leituras, apesar da curiosidade sobre os livros das amigas. E elas escrevem tão bem que vão acabar com a minha implicância com esses bebedores de sangue... Como já disse à Márcia, gostei demais e recomendo - tanto para os que gostam de vampiros quanto para os que não gostam, rsrs!

6. Guardians vol. 1 - Luciane RangelEditora Lexia, 356 páginas. 7. Guardians vol. 2 - Luciane RangelEditora Lexia, 390 páginas. 8. Guardians vol. 3 - Luciane RangelEditora Lexia, 219 páginas. Um comentário só para os três livros, que li como se fossem um só: adorei, tanto que li de uma vez só, bem feliz porque tinha comprado os três direto. Já viu a tortura de ler um e precisar esperar para continuar a estória? Observação: a Lu, com aquela carinha de anjinha dela, não tem a menor pena dos coitadinhos dos personagens.
Credo!

9. Baroak - A Estrela - Cris MottaEditora Novo Século, 311 páginas. Conheci a Cris no Rio de Janeiro e aproveitei para comprar o livro, sobre o qual já estava curiosa há muito tempo. Em vez de anjos e demônios, djins. E, como eu gosto da cultura oriental, me senti no meu chão. Agora é esperar a continuação...

10. Conexão Magia - Helena Gomes e Rosana RiosEditora Rocco, 430 páginas. Não está na foto porque li emprestado e, como boa amante de livros, já devolvi à sua proprietária. Excelente. Vale MUITO a pena ler! Mas me deixou com um certo medo, porque tem continuação e já tenho uma estória pela metade da Helena Gomes (Kimaera), cujo segundo volume deveria ter saído em 2012 e ainda não deu as caras. Isso não é legal. Ao contrário de Kimaera, onde a gente fica literalmente no meio da estória, essa aqui mais ou menos termina.

11. Graceling - O Dom Extraordinário - Kristin Cashore - Editora Rocco, 491 páginas. Emprestado e devolvido juntamente com o anterior. Muito bom! Aventura, fantasia e romance misturados da forma certa. A estória também continua, e estou aqui esperando o próximo livro.

12. Possuída - Vanessa BossoEditora Dracaena, 452 páginas. Ok, Van, AMEI!!! Livro adolescente? Ok, até que é, mas, se a gente é criança sempre, é adolescente forever também! Se você que está me lendo não leu Possuída, o que está esperando?! Vá ler de uma vez, criatura!!! Amazon também, não existe mais impresso, mas eu tenho o me-eu, e autografado!

Total de páginas lidas em agosto: 4.490. Se eu tivesse feito a conta dentro do mês, tinha lido mais 10 de alguma coisa só pra fechar 4.500, rsrs!

Troféu meapaixoneipelacapa: O Medalhão Mágico, é claro!

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Falando da JEDICON...


... Com uns dias de atraso, porque a correria por aqui esteve enorme!

O que pode dizer uma fã de ficção científica em um encontro de ficção científica?! EU A-DO-REI!!!! Podem me esperar lá nas próximas 437 edições! Tirei fotos com o Darth Vader (o cara era ENORME, igualzinho ao Darth Vader original) e com mais uma penca de personagens, até com o Han Solo versão congelada. Tinha dos R2D2 de controle remoto, tamanho natural, transitando e apitando por todo o evento. Os mini-Darth Vader e as mini-princesas Léia se divertiam com eles! Tinha um cara que era - realmente! - a cara do Luke Skywalker, muito bem caracterizado! Tinha tanta, mas tanta gente vestida "a rigor" que pensei que iriam ser dúzias de pessoas no concurso de cosplay, mas que nada! Soldados imperiais, pilotos rebeldes e Darths Vaders nem mesmo entram na competição. Estão lá só de farra mesmo - e que farra! Sabre de luz faz parte da indumentária básica, o pessoal está sempre disponível para mais uma pose e mais uma foto, encenam lutas, sensacional!

Segunda parte do post, a TENTATIVA DELIBERADA deles de enlouquecerem todo mundo com aquelas mesas CHEIAS de todo tipo de lembrança, camiseta, caneca, chaveiro, tudo!!! A gente precisa se controlar o tempo todo. Ainda assim, saí de lá bem mais pobre do que cheguei! E olhem que me controlei: camisetas básicas, uma única canequinha, mais umas tranqueirinhas... Me mantive solidamente afastada de maiores gastos, tipo uma muito tentadora Enterprise que, depois de montada, ia ficar com mais de um metro! Ok, sei que a Enterprise é de outro seriado, mas a turma que gosta de Star Trek também teve muitos motivos pra ficar feliz na JEDICON! Até de klingons eu tirei fotos, kkkk!

Terceiro item, os AMIGOS! Nossa, a gente vai fazendo tantos amigos, é tão bom chegar e ver um monte de rostos conhecidos! E, claro, sempre tem novos amigos a conhecer!

Aliás, sobre as fotos, estão todas neste link, em um álbum do Face. Acho que elas conseguem falar melhor do que eu sobre o JEDICON!


sexta-feira, 11 de outubro de 2013

HOJE O RECADO É UM SÓ!

JEDICON! 
                JEDICON! 
                                JEDICON!

Amigos paulistas, estou esperando vocês lá na Facom, com a turma da LetraImpressa

A JEDICON é das 10h às 18h.
Chego ao meio-dia devido ao horário do voo e fico até o final!

Beijos e até amanhã!!!


quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Novidades diversas!

Começando com... JEDICON, na qual estarei neste sábado, dia 12, à tarde! Por que só à tarde? Não esqueçam que o encontro é em São Paulo, e eu moro em Porto Alegre! Estou ansiosa para mostrar meus livros lá, é claro. Mas estou igualmente ansiosa para entrar em todo este ambiente Star Wars! Olhei estes filmes na estreia (sim, sou velha. Aliás, logo vou ser avó!) e é muito dez pensar que vou estar numa Convenção Jedi! Que a Força esteja conosco, até com as quase vovós  \o/  !

Novidade seguinte, resenha nova de Cisne no blog parceiro Limão & Alecrim, feita pela Jamilly Costa. Cisne e sua turma ganharam mais uma fã! A resenha completa da Jamilly pode ser vista aqui. Abaixo, um pedacinho dela:

"Cisne é encantador! Uma coisa que não podemos deixar de passar é os personagens (gosh!), o enredo é renovado á cada página, entrando um personagem novo, fiquei tão entusiasmada com isso, que só vendo! São muito bem construídos, e criativos, a cada linha que você lê, se maravilha com os personagens, a história, os detalhes, por ser um livro grande (832 páginas de pura magia!) achei que em alguma parte iria sentir a estória me enrolando para render mais, não! Até achei que a Eleonor tinha mais para contar, porque é impressionante como é envolvente, a personagem que mais gostei foi a Peggy, já estou morrendo de saudades dela! E lógico: do Jean, meu Deus! Por que ruivos são tão fofos? Os irmãos Melbourne são bem trabalhados na trama, com personalidades cativantes e petulantes, assim como os pais – até demais: a perfeição física e intelectual destes beira ao inverossímil (fala sério: que tipo de rapaz arremessa as irmãs mais novas entre os irmãos unicamente para matar o tédio? E que história é essa de serem lutadores profissionais?"

Dois comentários sobre esse trecho. Sim, Jamilly, não é só impressão, eu teria muita coisa mais para contar, mas aí o livro acabaria com 1.500 páginas. E por que todos entendem que os Melbourne são lutadores profissionais? Eu não disse isto! Disse que eles estão bem adiantados em Defesa e que são a equipe de segurança do barco. Puxa, gente, assim tipo judô ou karatê, faixa mais adiantada do que o esperado pra idade, mas eu não estava a fim de virar perita em artes marciais e criei meu genérico delas: Defesa! Só isso! Também não vou comentar a perfeição inverossímil, porque EU sei o que tem pela frente na estória, e vocês NA-ÃO... Lalarilá. Sim. Sou má. Ou, pelo menos, hoje eu estou má.

Pedacinho do terceiro livro, conversa entre Pam e Jean:
– Sabe, eles ensinam na Escola de Jornalismo que todo mundo tem fraquezas, e que um bom repórter pode tirar muita vantagem disto, se for esperto. Quando conheci vocês, comecei a procurar qual era a fraqueza da família Melbourne. Custei a encontrar! É bem esquisito, porque a fraqueza de vocês é justamente o que vocês têm de mais forte: o grupo. Enquanto grupo, são de deixar a gente besta. Mas não conseguem nem pensar na ideia de desfazer ou mexer no grupo!
– Eu não tenho culpa de não conseguir imaginar meu pai morto! – aborreceu-se Pam.
– Não precisa ir tão longe – divertiu-se Jean. – É só imaginar sair daqui e tratar da sua vida, sem pai, mãe e irmãos em volta. Vai ter que fazer isto, um dia. Daí, como vai se sentir, longe da sua família? Ou quando tiver um namorado? É outro jeito de partir o grupo. Vai ficar cercada por quatro irmãos ranzinzas! Ou, de repente, um deles arruma uma namorada, e a ranzinza vai ser você.

Então... o que acham que vai rolar? Só qualidades e paz?

Item seguinte, a Dani Casquet, do blog Livros, a janela da imaginação, respondeu a uma tag em vídeo, sobre cinco personagens que gostaria de ser. Cisne está na resposta! Dani, você já é da tripulação. Nem esquenta! É só descobrir em qual porto o Cisne está agora, e pode embarcar! Já avisei a turma, os Melbourne estão esperando você!


terça-feira, 8 de outubro de 2013

Postzinho básico e simplificado...



Nossa, o tempo que faz que não sai um post destes! Qualquer hora destas, tomo vergonha na cara e reinicio os levantamentos semanais e mensais. Reinicio também o coitadinho do Maravilhas do Mar, que eram os posts das quartas-feiras. Um monte de gente gostava deles, e eu fui deixando, e deixando... E deixei! Para não mencionar o Resenhando a Resenha. Afe. Preciso me reciclar! 

Bom, novidades de hoje:

- Resenha nova de Cisne, do blog parceiro Viciados em Livros, da Nathalia Martins. Resenha completa aqui. Sempre lembrando, pessoal, que blogueiros adoram comentários! Vamos lá!

"Meus personagens favoritos são o Tim (o mais divertido) e a Peg ( a mais meiga). Eu me apaixonei pelos dois. O Tim é um daqueles irmãos ciumentos e protetores, do tipo que qualquer uma garota se apaixona *-* (Tanto é que no dia seguinte eu cheguei na escola "chorando" querendo um irmão mais velho HAHAHAHAHAHAHAHHA)."


- Linhagens foi a resposta da tag Li até a página 100 do blog Ler, imaginar e criar, da Marina. Autora e personagens se sentem felizes por estar gostando do monstrinho n.2, Marina!

PS: ALGUÉM SABE ME EXPLICAR POR QUE ESTE DOIDO BLOGGER ESTÁ TROCANDO A COR DAS PALAVRAS COM HIPERLINK?! ISSO ESTÁ ME ENLOUQUECENDO!

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Identidade Literária II - o evento!









Da esquerda para a direita:
Mari Scott, Adriana Vargas, eu rindo de alguma coisa que a Vanessa Bosso estava dizendo (ela está quase escondida atrás do Eddy Khaos); Roxane Norris, atrás dela o grande Danilo Barbosa, ao lado do Dan está a Janaina Rico. Em frente à Jana, Liana Cupini e Vanessa de Cássia. Voltando à turma mais atrás, Adriana Brazil, Josy Stoque, a-menina-que-nunca-sei-o-nome-desculpa-aí e o Djan, dos Novos Escritores.

 Foi um evento genial e especial!

A impecável organização foi realizada pela Roxane Norris. Nós, que acompanhamos pelo grupo do Face todas as etapas do evento, podemos dizer que demandou em MUITO esforço! O resultado compensou, sem qualquer dúvida! :) Parabéns mais uma vez, Roxane!

A escolha do local também foi muito feliz. A Martins Fontes fica em um local de fácil acesso (ou pelo menos o que eu entendo como fácil acesso, com o metrô bem pertinho! Não esqueçam que não conheço Sampa...) e, além disso, é charmosíssima! Quando fui procurar fotos da livraria no Face, vi as fotos com a as escadas circulares. Nem acreditei que nosso evento seria num lugar tão bonito!

E daí passamos para a parte principal do evento: AS PESSOAS!

Pela manhã, éramos em menor número, mas havia muitos escritores e blogueiros por lá. Depois de muito bate-papo informal, ajuste de informações (= fofoca, kkkkk!), abraços, risos e apresentações (faceamigos se tornando amigos reais), começou a palestra da Vanessa Bosso e da Josy Stoque. Ainda bem que eu já conhecia as duas e os argumentos delas a favor da Amazon e dos e-books, porque, quando a gente ouve essas meninas falando cheias de entusiasmo, a vontade que dá é largar editora, livros de papel, ideias pré-concebidas, tudo, e se mudar de mala e cuia pra Amazon! É preciso força de vontade para resistir.

Almoço (aquele da churrascaria, sabem?), e então voltamos para as mesas redondas com os autores, tudo mediado e gravado pelo pessoal dos Novos Escritores. Em grupos de três ou quatro, os autores se revezaram na mesa falando de Literatura Nacional, de seus livros e de suas experiências. Foi enriquecedor. Outra coisa a nos deixar sorrindo felizes foi o auditório lotado, com gente em pé no fundo!

O finalzinho do evento foi uma simpática sessão coletiva de autógrafos, e mais bate-papo com amigos e colegas. 

Resumindo: O DIA NÃO PODERIA TER SIDO MELHOR! Quando é que tem de novo, Roxane?!

E eu não vou listar todos os autores e amigos que estavam lá, pra não correr o risco de esquecer alguém. Sabem como é, a viagem foi longa, a conversa foi muita... Melhor não arriscar, rsrs!


domingo, 6 de outubro de 2013

Evento: Identidade Literária - São Paulo, 05 de outubro de 2013

Gente, fiquei encantada com o evento, com a livraria, com São Paulo, com os paulistas, com tudo!!!

Vamos à parte turismo antes, até eu conseguir caçar mais umas fotos do evento pela internet.

Com tantas andanças, idas e vindas, só conhecia os aeroportos de São Paulo. Desta vez também não houve grandes turismos, mas pelo menos um pedacinho da Av. Paulista, o pedacinho mais perto da Livraria Martins Fontes, eu conheci! Ah, sim, e também peguei a chuva do meio-dia na famosa Terra da Garoa... A cidade (o tanto que eu vi do trajeto Guarulhos - Av. Paulista) é uma mistura encantadora do novo com o velho: prédios históricos muito lindos, a maioria preservados e utilizados, e prédios novíssimos, todos lado a lado, numa harmonia inusitada. Conheci o Starbucks Coffee (não tem disso aqui em Porto Alegre) e o Café Creme. Parece que fui a SP tomar café, rsrs! 
No Starbucks, Vanessa Bosso, Janaina Rico e Danilo Barbosa me apresentaram a algo chamado mochacinno (é assim que se escreve?), um copo GIGANTE de café, chocolate e chantilly gelado, ótimo pra acordar quem levantou de madrugada pra viajar. É esse "cara" aí ao lado, mas tinha uma tampinha com canudo...

O Café Creme foi depois do evento, com Moisés Suhet, Carol Feng e mais dois amigos, onde fizemos um lanche e fui apresentada a uma bebida chamada me-esqueci-do-nome-soda, que é água mineral com essência de alguma fruta. Eu pedi de tangerina, o pessoal pediu de maçã verde, romã... A mesa ficou linda e divertida, com um copo de cada cor! Pena que não tirei fotos, rsrs. A conversa também foi sensacional, deu pena de me despedir! Ainda bem que volto no sábado que vem, para o JediCon. Espero ver o pessoal mais uma vez! Ah, sim. Almoço numa churrascaria. A gaúcha aqui se mata de achar graça cada vez que viaja para algum lugar e vai parar numa... churrascaria, rsrs! Ainda bem que, em churrascarias cariocas e paulistas, tem peixe, camarão e um monte de coisas que não costuma ter por aqui. Eu deixo a carne pra lá e me divirto nos camarões! A-do-ro camarões!!!

Amanhã, assunto de evento mesmo, com fotos, eu espero!

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Amanhã, estreia em São Paulo


E dizer que, com tanto tempo de Cisne,  viagens e eventos, é a primeira vez que vou a São Paulo! Foi tanto tempo que, em vez de ir apenas com Cisne , vou com Cisne e Linhagens...

Será uma estreia em alto estilo: como convidada do grupo Identidade Literária, em um evento na Livraria Martins Fontes Paulista, na Av. Paulista, n. 509

Olhem só em que maravilhosa companhia estarei:
- Adriana Brazil
- Adriana Vargas
- Danilo Barbosa
- Eddy Khaos
- Janaína Rico
- Josy Stoque
- Liana Cupini
- Maurício Gomyde
- Roxane Norris
- Samantha Holtz
- Sílvia Fernanda
- Vanessa de Cássia
- Vitor Hugo Ribeiro

Convidados especiais: Vanessa Bosso e Edson Rossato

Gente, nem tem como listar os livros de todo este povo. Mas, se você é de São Paulo, não pode perder uma oportunidade como essa de ver-tietar-conversar com-pedir duas dúzias de autógrafos para seu autor favorito. Ou, no caso desta lista, SEUS autores favoritos. Convenhamos, QUE TIME!

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Resenha novinha de LINHAGENS!


E eis que chego em casa, abro o Face... e lá está uma mensagem da Rafa Silriz, do blog parceiro Temporal de Sonhos, avisando que já resenhou o Linhagens que enviei da Bienal (e que, devido à confusão dos Correios, sei lá quando chegou às mãos dela!) A resenha está completinha aqui. Abaixo, um trechinho:

"tem início uma das partes mais movimentadas de Linhagens. Momentos de tirar o fôlego com a dose perfeita de ação, que nos acompanham por cerca de cinco capítulos – que são um pouco mais curtos que em Cisne. Nas cenas em questão a reação que se dá não é a de uma leitura, existe uma forte sensação cinematográfica nas descrições precisas e bem elaboradas que, mesmo com o grande desenvolvimento de aventuras na literatura atual, não são algo fácil de se encontrar."

Eu, hein! De repente, dá um megaorgulho de ter escrito o livro!

Observação: continuo com uma dificuldade tremenda em escolher só um trechinho das resenhas!

Completando, a Rafa me mandou a seguinte mensagem pelo inbox:

"E fora o que está escrito lá (na resenha), bom, o livro está fazendo o maior sucesso na minha sala de aula, um monte de gnt já me pediu emprestado e até minha professora de português ficou interessada.Ele está simplesmente fabuloso, jamais na minha vida pensei leria algo tão bem estruturado. E sabe qual a melhor parte? Eu estou falando com você! kkk"


A melhor parte PARA ELA? Gente, vocês têm ideia da satisfação que é conversar com vocês?! E saber que o livro está despertando interesse em mais gente?! A Rafa ainda ofereceu mais duas sugestões: um livro independente sobre o acidente de Ariel (ideia nova - e uma excelente ideia, por sinal!), e traduzir Cisne para o inglês, e colocar no Wattpad. Estou pensando, Rafa. Estou pensando!


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

Voltando a escrever


Já há algum tempo, minha atividade como escritora se limitava a revisar Cisne,  revisar LinhagensRevisar Cisne,  revisar LinhagensRevisar Cisne de novo, revisar Linhagens mais uma vez... Era um tal de cortar, acrescentar e ajustar o  tempo todo, reformando caprichadamente o texto para deixá-lo o melhor possível.

Agora, isso está pronto. Não há mais o que cortar ou acrescentar. O terceiro livro - sim, acredito que vá mesmo se chamar Talismãs - estava esperneando e solicitando seu espaço, principalmente porque, apesar de já estar bastante adiantado, há partes a serem escritas. Partes novinhas, zero quilômetro, sem nada de cortar ou acrescentar. Já fazia tempo que eu não dava este tipo de espaço aos meus personagens, a ponto de eles terem ficado um tanto tímidos. Mas, aos pouquinhos, catando primeiro palavras e depois frases, eles estão voltando, se fazendo presentes com suas personalidades, opiniões e trejeitos. Já me descobri sorrindo com suas novidades. É uma sensação muuuuito boa! Afinal, fazia realmente muito tempo que eles não acrescentavam suas novidades ao meu enredo!



terça-feira, 1 de outubro de 2013

Pobre blog abandonado...


... Sou uma escritora desnaturada. Tanta coisa pra escrever, tanta novidade pra contar... E não sai uma miserável linhazinha aqui!

Motivo n. 1 - fim de férias. Voltar ao trabalho é tão... É tão. Pronto, tenho dito.

Motivo n. 2 - a revisão do Cisne me esgotou, confesso. Rever um texto acabado é sempre cansativo. Eu, ao menos, acho cansativo demais. A parte mais cansativa de todas é ter um milhão de ideias novas e não poder aproveitar. Cisne passou a ocupar todo o meu cérebro de uma forma que há muito tempo não acontecia. Mas, enfim, a revisão no computador terminou definitivamente. Estou com o original impresso para uma última revisão, mas até essa estou adiando. Preciso "desintoxicar".

Motivo n. 3 - ... e o terceiro livro fica rondando minha cabeça como quem diz "como que não tem tempo nem ideias pra mim? Gastou tudo com Cisne,  que já estava até pronto? E eu, aqui? Quero meu tempo. Quero minha vez. É minha vez, buáááá!". Livro, nesta fase, parece criança birrenta, incomodando o tempo todo sem chegar a lugar algum.

Motivo n. 4 - existe ressaca tardia de Bienal? Não acredito que ainda estou cansada daqueles 10 dias...

E bastam 4 motivos. Não vou aumentar a lista dos cansaços! Falei em novidades, e tenho uma boa, que já postei lá na página: no sábado, dia 5, estou na Martins Fontes da Av. Paulista, na minha estreia em viagem bate-e-volta, ou seja, saio de Porto Alegre de manhã bem cedinho, chego em São Paulo e vou direto para o evento, e, do evento, volto direto para Porto Alegre. Quero só ver como isso vai funcionar! Espero vocês todos por lá. O time literário é de primeiríssima, vejam só o banner aí acima!

Ah, e se alguém não puder ir no dia 5, estarei em São Paulo no dia 12 também! Aonde? Ahá, vão pensando aonde pode ser! O que acontece em São Paulo no dia 12 de outubro?