terça-feira, 10 de setembro de 2013

Acabou a Bienal. De volta ao lar!







Foto: meu heróóóóóiii! E ele fica olhando pro horizonte e nem me dá bola...








Oi, pessoal!

A ideia era, durante a Bienal, fazer um post por dia contando as novidades, mas dificuldades técnicas me impediram. A dificuldade número 1 se chama iPad (meus sinceros respeitos para quem consegue se entender com esse bicho neurótico e cheio de manias) e a dificuldade número 2 foi a qualidade (péssima) da internet em toda a região do RioCentro. Portanto, desculpem. Não deu. Qualquer 3G por lá vira meio-G raquítico.

E agora, quando estou diante do meu fiel computador, acompanhado da minha leal internet doméstica, o que não tenho é fôlego... Sabe assim, Bienal é algo maravilhoso, inesquecível, fantástico, exaustivo e cadê-minha-cama-minha-voz-meus-pés-meu-cérebro? Pois é! Estou bem deste jeito... Não sei nem o que aconteceu em qual dia, acreditem!

Portanto, vamos a um resumão. Bienal é uma loucura. Estou demolida depois desta e já sonhando com a próxima (#ALouca, como escrevem minhas blogueiras fofas, kkkk!). Foi incrível falar direto com os leitores e ver olhinhos brilhando quando eu contava a estória de Cisne e Linhagens. Foi sensacional conhecer gente que eu só conhecia por internet - entenda-se aqui uma turma completa de blogueiros do Rio de Janeiro, e uma turma grande que veio por vezes de muito longe! Isso sem falar nos escritores. Genteeee, que povo talentoso! Como pode ter alguém com a OUSADIA de falar mal da Literatura Nacional?! Autores que me impressionaram? Não me atrevo a fazer listas pelo risco de esquecer alguém. Mas vi Maurício de Sousa (de longe!) e banquei a tiete da Paula Pimenta, com direito a autógrafo e tudo!!!

O pessoal da nova editora, a LetraImpressa, é simplesmente demais! Os elogios se estendem à editora parceira no estande, a EraEclipse. Apoio, carinho, água gelada, bolos e sanduíches disponíveis o tempo todo! Acham que água gelada, sanduíches e bolos não deviam fazer parte da lista? Pode crer, acha isso porque não morou dentro de uma Bienal

Encerrando, a foto dos livros que trouxe na mala. Nem tem dúvida que papel é feito de árvores. Parecia que eu estava trazendo um tronco dentro da mala, rsrs!

Tudo isso pra ler, que tal?! Feliz da vida aqui!


8 comentários:

  1. Deve ter sido uma correria mesmo!
    Eu não fui, mas dei um jeito de conseguir os bottons dos livros \o/ (A Elaine Velasco fez o favor de conseguir os brindes de Cisne e Linhagens)

    Tantos livros nacionais... Também quero voltar com a mala cheia de livros na Bienal do ano que vem =D

    ResponderExcluir
  2. nossa, queria lhe ver na bienal aqui de PE, em outubro o/

    http://torporniilista.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Coragem, amiga! Daqui para a frente será sempre mais e mais! Todo sucesso é bem vindo! E da próxima vez, para não esquecer nada, carregue m daqueles chaveirinhos gravadores digitais e dite seu diário, nem que seja já na cama! Assim fica tudo registrado! Prometo que da próxima vez vou ter estas idéias mais cedo! Rsrsrsrsrs Bjs

    ResponderExcluir
  4. Deve ter sido mesmo incrivel! Eu não fui, mas queria ter ido pra conhecer um monte de escritores e blogueiros que só conheço pela net.
    Quantos livros você trouxe ein! Quero todos ali. Menos o Almakia, porque eu já tenho xD

    ResponderExcluir
  5. Aaah! Nem me fale, trazer Cisne e LInhagens foi como ter, literalmente, um bebê dentro da mala! HAuheuhe! Mas vale a pena, néé? *.* Agora quero ver ter tempo para todos esses livros, eu já estou surtando, porque nao sei por onde começar!

    Um prazer te conhecer, Eleonor, até ano que vem! =D

    ResponderExcluir
  6. Aw, eu adoro ler sobre a bienal, adoro me torturar hahaha Fico feliz que tenhas aproveitado bastante, é muito prazeroso né? E fico muito mais feliz em saber que as pessoas estão te reconhecendo mais ainda e ficando muito empolgadas com teu trabalho, digo isso pois comecei Cisne hoje, e estou com aquele gostinho de quero mais, vou só terminar de escrever esse comentário e me jogar nos braços dessa tripulação hahaha' Linhagem deve ser igualmente bom, tenho certeza.

    Também não entendo como as pessoas podem falar mal dos nossos nacionais se a cada dia eles se mostram mais talentosos *-*

    Com relação as aquisições, NOSSA! Essa versão especial da Paula Pimenta é enormeee e linda *-* Imagino o quanto pesou, tem livro pra xuxu ai hahaha' Agora é só partir pro abraço e começar a ler esses lindinhos. Falando em pesar, Cisne pesa demais *---* Tão lidno, grandão!!

    Bom, é isso!

    Um super beijo,
    paixaoliteraria.com

    ResponderExcluir
  7. Nossa, trouxe pouquinha coisa para casa ehn?!
    Parece que aproveitou muito bem a bienal então! rs,

    Volte mais vezes ao Rio :)

    http://maravilhosasdescobertas.blogspot.com.br/
    Mari Martelote

    ResponderExcluir
  8. Quanto livro! Tenho certeza que também sairia cheia de livros da bienal! Pena que foi no Rio! Estava louca para ir!
    Fiquei super curiosa quanto à essa edição de Fazendo meu Filme! E eu encontrei, por acaso, o Mauricio de Sousa num jogo de futebol, acredita? Aí eu que banquei a tiete e fui atrás dele para tirar uma foto! hahaha
    Acho que o pessoal vai perdendo o preconceito com a literatura nacional aos poucos! Estou vendo livros brasileiros enchendo as estantes de muita gente, aos pouquinho, mas espero que um dia esse preconceito acabe! Vale realmente a pena ler os livros do pessoal daqui, né?
    Beijos!

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!