sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Eu. Um bloco de gelo.


Veem esta linda imagem? 

Estou me sentindo precisamente no meio dela, neste momento = estou congelando! O condicionador de ar, ar condicionado, seja lá como quiserem chamar, congelou antes de mim, e isso não é força de expressão: ele está paradinho e não liga. O coitado do split, que é guerreiro até não poder mais, desistiu de tentar aquecer a sala também. O fogão a lenha está a mil, e mal consegue deixar morninho perto dele. Como se não bastasse a temperatura, está um chuvisqueiro gelado lá fora, que enche tudo de umidade. Mais uma vez, o valente fogão a lenha faz sua parte, deixando a casa sequinha.

Conclusão: nariz correndo, espirros, dor de garganta e ideias tão congeladas quanto meu split. Estou com duas meias de lã, enrolada num edredon. Meu cérebro não funciona, o que é o motivo do meu atual silêncio. Daqui a pouco existirão estalactites e estalagmites de gelo dependuradas nos cantos da minha casa!

3 comentários:

  1. Frioooo! Só por esse motivo jamais cogitaria morar no Sul do país, eu simplesmente não o suporto! hahaha

    Melhoras minha querida amiga!

    Espero que consiga escrever de luvas! Porque os livros, não podem parar de serem escritos ou lidos!

    ResponderExcluir
  2. Hahahahaha
    Ri muito. Eleonor sempre com seu jeito fofinho de escrever!
    Aqui em Florianópolis está bem frio também!
    Mas não como aí... Hehehe
    Beijos!
    http://leiturasdoedu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Realmente está fazendo um frio danado aqui no Sul, ainda mais que não pára de chover... essa água não tá dando trégua não, hehehe!
    Vim conhecer teu blog e teu livro, bom ver autores gaúchos ganhando espaço! Um abraço!
    http://duasepocas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!