segunda-feira, 1 de julho de 2013

Autor também lê: leituras de junho





Voltando um pouco a alguma rotina, aqui estão minhas 
LEITURAS DE JUNHO
 



1. A Batalha do Apocalipse - Eduardo Spohr, Ed. Verus, 871 páginas. Muito, muito, muito bom! Você nunca mais verá anjos da mesma forma depois desse livro! Mas me bronqueei com o final, pronto, tenho dito!

2. Rangers - Terra do Gelo - John Flanagan, Ed. Fundamento, 256 páginas. Ok, li só este porque os outros dois ainda não tinham chegado...

3. Supernova - O Encantador de Flechas - Renan Carvalho, Ed. Novo Século, 358 páginas. Fantasia nacional que, a cada página lida, ganha mais o meu respeito! O Renan criou um mundo espetacular! Adorei, estou esperando ansiosamente o próximo volume!

4. Eriana, Filha da Morte e da Vida - Marcelo Paschoalin, Ed. Literata, 134 páginas. É um livrinho pequenininho em número de páginas e em tamanho, do tipo que a gente lê numa sentada. Só parei depois de virar a última página. É de fantasia também, excelente! 

5. Arma de Vingança - Danilo Barbosa, Ed. Literata, 205 páginas. Dando o resumo que o próprio Danilo dá do seu livro, imagine que você encontrou seu príncipe encantado... Mas o cafajeste, não satisfeito em ser um sapo, é alguma coisa mais nojenta e baixa. Verme, talvez. Barata, protozoário, lesma, sei lá. Um bicho desprezível! E daí você resolve acabar com a alegria desse estorvo da Natureza e se torna, você mesma, a arma da vingança! Mu-u-ui-to bom! Tem o final oficial, e um final alternativo que, na minha opinião, é melhor do que o oficial!

6 . Rangers - Folha de Carvalho - John Flanagan, Ed. Fundamento, 288 páginas; 7. Rangers - Feiticeiro do Norte - John Flanagan, Ed. Fundamento, 288 páginas. Tudo bem, confesso, fiquei viciada em Rangers. A estória continua ótima. Só não comprei todos porque estou com uma pilha ENORME de livros para ler!

8. A Elite - Kiera Cass, Ed. Seguinte, 351 páginas. Ah, puxa, sei lá. Aparecem muitos elementos novos, a gente fica com uma visão mais abrangente do que é a distopia, mas todo mundo falou tão bem do livro que eu, sinceramente, esperava mais. É muito bom, não vou negar, e, quando sair o próximo, vou estar a postos pra comprar o meu. Quero saber como termina. Mas, de novo - sei lá. Não me empolgou. Se eu recomendo? CLARO. É um bom livro. Talvez, na verdade, eu esteja é me aborrecendo cada vez mais com a America...

9. Ponto Cego - Felipe Colbert, Ed. Novo Século, 350 páginas. Ler um policial nacional foi uma experiência nova, mesmo com a estória se passando bem longe daqui. Gostei. Bastante! Mas, se você tem problemas com livros excessivamente sangrentos, vá com calma... O Felipe não tem pena dos seus personagens!

10. A Arma Escarlate - Renata Ventura, Ed. Novo Século, 485 páginas. ... Esse foi o último do mês: Harry Potter versão Brasil. A Renata escreve muito bem. O livro é envolvente, a gente sempre vai ler "só mais um pouquinho" e, quando se dá conta, leu o livro inteiro. Gostei do livro. Não há como não gostar de um livro que prende assim. Mas não gostei da estória que ele conta, se é que podem entender a diferença. Do ponto de vista de Brasil, é uma estória muito bem ambientada, ajustada aos nossos costumes. O problema é que, neste país, temos alguns péssimos costumes... A proposta da Renata é crítica social e, nesse ponto, A Arma Escarlate cumpre sua função. Exemplarmente, aliás.

Total de páginas alheias: 3586, um bocado a mais do que o mês passado! Páginas minhas: Linhagens, Linhagens, Linhagens, até que enfim revisado e finalizado. Teremos novidades em breve sobre ele!

 

2 comentários:

  1. Ele,

    Você leu A Elite! Amo a trilogia, mas peguei uma bronca com a America, enfim, o terceiro livro promete!
    Não li os demais...

    Bjokas

    ResponderExcluir
  2. Caramba vc leu isso tudo enquanto revisava nosso Linhagens? Eleonor como vc consegue? rs

    Beijos

    www.reticenciando.com

    ResponderExcluir

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!