quarta-feira, 6 de março de 2013

Maravilhas do mar: ascídias


As ascídias, também chamadas seringas-do-mar, estão no grande grupo de animais-que-parecem-plantas, como as poliquetas da semana passada.

Definitivamente, isso não tem cara de bicho, não é? Mas, espantosamente, é.

As ascídias não são mais do que um tubo vivo de forma globosa ou cilíndrica. 
Possuem duas aberturas através das quais filtram a água do mar, de onde retiram seu alimento. 



São  capazes de grandes filtrações diárias (mais de 200 litros!), retendo partículas saudáveis e todos os tipos de contaminantes. 




 

Por esse motivo, algumas espécies são utilizadas como indicadores de contaminação hídrica (= indicadores de poluição).






 

Se distribuem pelos mares de todo o planeta, dos oceanos tropicais aos polares.







 
 São encontradas presas a substratos duros como rochas, conchas ou fundo de navios, mas também podem se fixar na areia. Há mais ou menos 2.300 espécies de ascídias conhecidas.



 
A ascídia larval, no entanto, é móvel e parece um girino. Só quando alcança a fase adulta é que a pequena ascídia-girino perde sua cauda e se fixa no substrato, de onde jamais vai sair. Esta coisinha esquisita aí ao lado é a ascídia-filhote.

 





E esta bonitona aqui, que parece um jarro, é uma ascídia adulta. Pode chegar a 10cm de altura.

 Então, o que acharam dos "bichos" de hoje?

2 comentários:

  1. Estou adorando essa coluna "Maravilhas do mar", não conhecia as poliquetas e tampouco essas "ascídias"! Lindas e maravilhosas!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está cheio de coisas fantásticas lá por baixo. É difícil fazer o post porque começo a pesquisar, me encanto e me disperso toda, rsrs! Dava pra fazer uma destas por dia, e ainda ia sobrar assunto!
      Bjs!

      Excluir

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!