quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

Qual é a sua concepção de sucesso?

Não estou falando de sucesso financeiro, sucesso no amor, nas corridas, na loteria ou seja lá o que for. Estou falando de sucesso em criar uma história, um enredo, personagens que cativem e encantem o leitor. Enredos que atrapalham na hora de dormir, porque vão junto para a cama e impedem os olhos de fechar. Personagens tão vivos e caracterizados que extrapolam o universo para o qual foram criados e se misturam na vida e no vocabulário de todos nós.

Cada um tem o seu paradigma, ou seja, o cara de quem a gente diz "nooooosa, este é O CARA!". Não tem a ver com escrever do jeito que ele escreveu, nem criar do jeito que ele criou. Tem a ver com quão longe ele foi. Tem a ver com o quanto a ideia dele se espalhou! 

Motivo do assunto? Um teaser do meu "noooosa, este é O CARA!": Star Trek! Sou fã desde pirralha. Capitão Kirk, senhor Spok, doutor McCoy, tenente Uhura, senhor Scot sempre remendando milagrosamente a Enterprise... Teremos um novo filme, com o novo elenco (claro que, já no teaser, eles arrebentam completamente a coitada da Enterprise). 

Mas não é pela quantidade de séries, refilmagens, filmes e sucessos que eu considero Star Trek meu "é O CARA!". É por um folheto que tenho aqui em casa e que, juro, qualquer hora destas vou mandar emoldurar e pendurar bem diante dos meus olhos! Podem imaginar do que o folheto faz propaganda? Eu du-vido! Porque ele faz propaganda de um CD que ensina a falar klingon!

Não costumo usar a expressão, mas, gente, isso é doidamente irado!!! O cara inventa uma série, na série inventa uma raça e um mundo, inventa meia dúzia de palavras, e de repente isso virou uma língua com vocabulário e regras, uma língua nova, viva, criada a partir de um futuro imaginário!

Se isso não é sucesso, então não sei mais o que é!

E você? Qual é o seu "é O CARA!"? 
  Desculpa aí a foto de lado, mas não consegui virar este negócio e não queria deixar sem a foto, rsrsrs!



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos seu comentário, foi lido com carinho! Volte sempre!